21 de Junho

DEVOCIONAL DO PR. LARRY STOCKSTILL

“Senhor, tu me sondas e me conheces” (Salmos 139:1).  Que conforto e temor deve vir ao saber que Deus está intimamente familiriazado com cada um de nossos movimentos e cada um de nossos erros! Ele enviou Elias para interceptar os mensageiros de Acazias e para informá-los do veredicto de Deus quanto a ferida dele (2 Reis 1:4). Nada estava escondido dos olhos de Deus, mesmo as coisas pretendidas a ser guardadas como segredo. Através de uma revelação dada pelo Espírito Santo, os profetas de Jerico e Betel discerniram que Elias seria levado aos céus naquele mesmo dia que ele realmente foi (2 Reis 2:3, 5).

Deus conhece cada um de nossos passos e deslizes, e Ele até registra nossas ações em Seu livro antes que qualquer uma delas se realizem (Salmos 139:16)!

Onde quer que você for, o que quer que você fizer hoje, o Espírito de Deus estará lá, observando, ajudando, e protegendo. Descanse em sua grande onisciência, e ande com cuidado. O maior milagre de todos é que Ele conhece você intimamente e ainda assim ama você incondicionalmente!

Leitura diária

(2 Reis 1:1 – 2:25 | Salmos 139:1-24 | Provérbios 17:19-21 | Atos 13:42 – 14:7)

1 Depois da morte de Acabe, Moabe rebelou-se contra Israel.
2 Certo dia, Acazias caiu da sacada do seu quarto no palácio de Samaria, e ficou muito ferido. Então enviou mensageiros para consultar Baal-Zebube, deus de Ecrom, para saber se ele se recuperaria.
3 Mas o anjo do Senhor disse ao tesbita Elias: “Vá encontrar-se com os mensageiros do rei de Samaria e lhes pergunte: ‘Acaso não há Deus em Israel? Por que vocês vão consultar Baal-Zebube, deus de Ecrom? ’
4 Por isso, assim diz o Senhor: ‘Você não se levantará mais dessa cama e certamente morrerá! ’ ” E assim Elias se foi.
5 Quando os mensageiros voltaram ao rei, ele lhes perguntou: “Por que vocês voltaram? ”
6 Eles responderam: “Um homem veio ao nosso encontro e nos disse: ‘Voltem ao rei que os enviou e digam-lhe: Assim diz o Senhor: “Acaso não há Deus em Israel? Por que você mandou consultar Baal-Zebube, deus de Ecrom? Por isso você não se levantará mais dessa cama e certamente morrerá! ” ’ ”
7 O rei lhes perguntou: “Como era o homem que os encontrou e lhes disse isso? ”
8 Eles responderam: “Ele vestia roupas de pêlos e usava um cinto de couro”. O rei concluiu: “Era o tesbita Elias”.
9 Em seguida mandou um oficial com cinqüenta soldados procurar Elias. O oficial o encontrou sentado no alto de uma colina, e lhe disse: “Homem de Deus, o rei ordena que você desça”
10 Elias respondeu ao oficial: “Se sou homem de Deus, que desça fogo do céu e consuma você e seus cinqüenta soldados! ” E desceu fogo do céu e consumiu o oficial e seus soldados.
11 Depois disso o rei enviou outro oficial com mais cinqüenta soldados. E ele disse a Elias: “Homem de Deus o rei ordena que você desça imediatamente”.
12 Respondeu Elias: “Se sou homem de Deus, que desça fogo do céu e consuma você e seus cinqüenta soldados! ” De novo fogo de Deus desceu do céu e consumiu o oficial e seus soldados.
13 Então o rei enviou um terceiro oficial com outros cinqüenta soldados. O oficial subiu o monte, caiu de joelhos diante de Elias e implorou: “Homem de Deus, tenha consideração por minha vida e pela vida destes cinqüenta soldados, teus servos!
14 Sei que desceu fogo do céu e consumiu os dois primeiros oficiais com todos os seus soldados. Mas agora tenha consideração por minha vida! ”
15 O anjo do Senhor disse a Elias: “Acompanhe-o; não tenha medo dele”. Então Elias se levantou, desceu com ele e foi falar com o rei.
16 Ao chegar, disse ao rei: “Assim diz o Senhor: Acaso não há Deus em Israel? Por que você mandou consultar Baal-Zebube, deus de Ecrom? Por isso, você não se levantará mais dessa cama e certamente morrerá! ”
17 E Acazias morreu, conforme a palavra do Senhor, anunciada por Elias. Como não tinha filhos, Jorão foi o seu sucessor no segundo ano do reinado de Jeorão, rei de Judá, filho de Josafá.
18 Os demais acontecimentos do reinado de Acazias e suas realizações estão escritos nos registros históricos dos reis de Israel.
2 Reis 1.1-18

1 Quando o Senhor levou Elias aos céus num redemoinho aconteceu o seguinte: Elias e Eliseu saíram de Gilgal,
2 e no caminho disse-lhe Elias: “Fique aqui, pois o Senhor me enviou a Betel”. Eliseu, porém, disse: “Juro pelo nome do Senhor e por tua vida, que não te deixarei ir só”. Então foram a Betel.
3 Em Betel os discípulos dos profetas foram falar com Eliseu e perguntaram: “Você sabe que hoje o Senhor vai levar para os céus o seu mestre, separando-o de você? ” Respondeu Eliseu: “Sim, eu sei, mas não falem nisso”.
4 Então Elias lhe disse: “Fique aqui, Eliseu, pois o Senhor me enviou a Jericó”. Ele respondeu: “Juro pelo nome do Senhor e por tua vida, que não te deixarei ir só”. Desceram então a Jericó.
5 Em Jericó os discípulos dos profetas foram falar com Eliseu e lhe perguntaram: “Você sabe que hoje o Senhor vai levar para os céus o seu mestre, separando-o de você? ” Respondeu Eliseu: “Sim, eu sei, mas não falem nisso”.
6 Em seguida Elias lhe disse: “Fique aqui, pois o Senhor me enviou ao rio Jordão”. Ele respondeu: “Juro pelo nome do Senhor e por tua vida, que não te deixarei ir só! ” Então partiram juntos.
7 Cinqüenta discípulos dos profetas os acompanharam e ficaram olhando a distância, quando Elias e Eliseu pararam à margem do Jordão.
8 Então Elias tirou o manto, enrolou-o e com ele bateu nas águas. As águas se dividiram, e os dois atravessaram a seco.
9 Depois de atravessar, Elias disse a Eliseu: “O que posso fazer por você antes que eu seja levado para longe de você? ” Respondeu Eliseu: “Faze de mim o principal herdeiro de teu espírito profético”.
10 Disse Elias: “Você fez um pedido difícil; mas, se você me vir quando eu for separado de você, terá o que pediu; do contrário, não será atendido”.
11 De repente, enquanto caminhavam e conversavam, apareceu um carro de fogo, puxado por cavalos de fogo, que os separou, e Elias foi levado aos céus num redemoinho.
12 Quando viu isso, Eliseu gritou: “Meu pai! Meu pai! Tu eras como os carros de guerra e os cavaleiros de Israel! ” E quando já não podia mais vê-lo, Eliseu pegou as próprias vestes e as rasgou ao meio.
13 Depois pegou o manto de Elias, que tinha caído, e voltou para a margem do Jordão.
14 Então bateu nas águas do rio com o manto e perguntou: “Onde está agora o Senhor, o Deus de Elias? ” Tendo batido nas águas, essas se dividiram e ele atravessou.
15 Quando os discípulos dos profetas, vindos de Jericó, viram isso, disseram: “O espírito profético de Elias repousa sobre Eliseu”. Então foram ao seu encontro, prostraram-se diante dele e disseram:
16 “Olha, nós, teus servos, temos cinqüenta homens fortes. Deixa-os sair à procura do teu mestre. Talvez o Espírito do Senhor o tenha levado e deixado em algum monte ou em algum vale”. Respondeu Eliseu: “Não mandem ninguém”.
17 Mas eles insistiram até que, constrangido, consentiu: “Podem mandar os homens”. E mandaram cinqüenta homens, que procuraram Elias por três dias, mas não o encontraram.
18 Quando voltaram a Eliseu, que tinha ficado em Jericó, ele lhes falou: “Não lhes disse que não fossem? ”
19 Alguns homens da cidade foram dizer a Eliseu: “Como podes ver, esta cidade está bem localizada, mas a água não é boa e a terra é improdutiva”.
20 E disse ele: “Ponham sal numa tigela nova e tragam-na para mim”. Quando a levaram,
21 ele foi à nascente, jogou o sal ali e disse: “Assim diz o Senhor: ‘Purifiquei esta água. Não causará mais mortes nem deixará a terra improdutiva’ “.
22 E até hoje a água permanece pura, conforme a palavra de Eliseu.
23 De Jericó Eliseu foi para Betel. No caminho, alguns meninos que vinham da cidade começaram a caçoar dele, gritando: “Suma daqui, careca! ”
24 Voltando-se, olhou para eles e os amaldiçoou em nome do Senhor. Então, duas ursas saíram do bosque e despedaçaram quarenta e dois meninos.
25 De Betel prosseguiu até o monte Carmelo e dali voltou a Samaria.
2 Reis 2.1-25

1 Senhor, tu me sondas e me conheces.
2 Sabes quando me sento e quando me levanto; de longe percebes os meus pensamentos.
3 Sabes muito bem quando trabalho e quando descanso; todos os meus caminhos te são bem conhecidos.
4 Antes mesmo que a palavra me chegue à língua, tu já a conheces inteiramente, Senhor.
5 Tu me cercas, por trás e pela frente, e pões a tua mão sobre mim.
6 Tal conhecimento é maravilhoso demais e está além do meu alcance, é tão elevado que não o posso atingir.
7 Para onde poderia eu escapar do teu Espírito? Para onde poderia fugir da tua presença?
8 Se eu subir aos céus, lá estás; se eu fizer a minha cama na sepultura, também lá estás.
9 Se eu subir com as asas da alvorada e morar na extremidade do mar,
10 mesmo ali a tua mão direita me guiará e me susterá.
11 Mesmo que eu dissesse que as trevas me encobrirão, e que a luz se tornará noite ao meu redor,
12 verei que nem as trevas são escuras para ti. A noite brilhará como o dia, pois para ti as trevas são luz.
13 Tu criaste o íntimo do meu ser e me teceste no ventre de minha mãe.
14 Eu te louvo porque me fizeste de modo especial e admirável. Tuas obras são maravilhosas! Disso tenho plena certeza.
15 Meus ossos não estavam escondidos de ti quando em secreto fui formado e entretecido como nas profundezas da terra.
16 Os teus olhos viram o meu embrião; todos os dias determinados para mim foram escritos no teu livro antes de qualquer deles existir.
17 Como são preciosos para mim os teus pensamentos, ó Deus! Como é grande a soma deles!
18 Se eu os contasse seriam mais do que os grãos de areia. Se terminasse de contá-los, eu ainda estaria contigo.
19 Quem dera matasses os ímpios, ó Deus! Afastem-se de mim os assassinos!
20 Porque falam de ti com maldade; em vão rebelam-se contra ti.
21 Acaso não odeio os que te odeiam, Senhor? E não detesto os que se revoltam contra ti?
22 Tenho por eles ódio implacável! Considero-os inimigos meus!
23 Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece as minhas inquietações.
24 Vê se em minha conduta algo que te ofende, e dirige-me pelo caminho eterno.
Salmo 139.1-24

19 Quem ama a discussão ama o pecado; quem constrói portas altas está procurando a sua ruína.
20 O homem de coração perverso não prospera, e o de língua enganosa cai na desgraça.
21 O filho tolo só dá tristeza, e nenhuma alegria tem o pai do insensato.
Provérbios 17.19-21

42 Quando Paulo e Barnabé estavam saindo da sinagoga, o povo os convidou a falar mais a respeito dessas coisas no sábado seguinte.
43 Despedida a congregação, muitos dos judeus e estrangeiros piedosos convertidos ao judaísmo seguiram Paulo e Barnabé. Estes conversavam com eles, recomendando-lhes que continuassem na graça de Deus.
44 No sábado seguinte, quase toda a cidade se reuniu para ouvir a palavra do Senhor.
45 Quando os judeus viram a multidão, ficaram cheios de inveja e, blasfemando, contradiziam o que Paulo estava dizendo.
46 Então Paulo e Barnabé lhes responderam corajosamente: “Era necessário anunciar primeiro a vocês a palavra de Deus; uma vez que a rejeitam e não se julgam dignos da vida eterna, agora nos voltamos para os gentios.
47 Pois assim o Senhor nos ordenou: ‘Eu fiz de você luz para os gentios, para que você leve a salvação até aos confins da terra’ “.
48 Ouvindo isso, os gentios alegraram-se e bendisseram a palavra do Senhor; e creram todos os que haviam sido designados para a vida eterna.
49 A palavra do Senhor se espalhava por toda a região.
50 Mas os judeus incitaram as mulheres piedosas de elevada posição e os principais da cidade. E, provocando perseguição contra Paulo e Barnabé, os expulsaram do seu território.
51 Estes sacudiram o pó dos seus pés em protesto contra eles e foram para Icônio.
52 Os discípulos continuavam cheios de alegria e do Espírito Santo.
Atos 13.42-52

1 Em Icônio, Paulo e Barnabé, como de costume, foram à sinagoga judaica. Ali falaram de tal modo que veio a crer grande multidão de judeus e gentios.
2 Mas os judeus que se tinham recusado a crer incitaram os gentios e irritaram-lhes os ânimos contra os irmãos.
3 Paulo e Barnabé passaram bastante tempo ali, falando corajosamente do Senhor, que confirmava a mensagem de sua graça realizando sinais e maravilhas pelas mãos deles.
4 O povo da cidade ficou dividido: alguns estavam a favor dos judeus, outros a favor dos apóstolos.
5 Formou-se uma conspiração de gentios e judeus, juntamente com os seus líderes, para maltratá-los e apedrejá-los.
6 Quando eles souberam disso, fugiram para as cidades licaônicas de Listra e Derbe, e seus arredores,
7 onde continuaram a pregar as boas novas.
Atos 14.1-7